fbpx

Os melhores sabonetes contra mau cheiro (bromidrose) 2022!

Não é incomum vermos pessoas suadas, especialmente após um dia movimentado de trabalho e calorento, e, com isso, surgir possíveis odores desagradáveis.

Para a maioria das pessoas, basta tomar um bom banho para eliminar esse mau cheiro.

Quem sofre com bromidrose, entretanto, essa “tarefa” é bem mais complicada.

Então, geralmente, nesse caso, a condição obriga que os produtos sejam diferenciados.

Hoje, sabendo disso, decidimos escolher alguns ótimos sabonetes para bromidrose que podem amenizar e, em alguns casos, eliminar totalmente o mau cheiro.

Quer saber quais são? Acompanha a leitura!

Bromidrose: o que é e como tratar?

Você já ouviu falar em “cecê”? Provavelmente já, né?

Esse termo, de fato, é mais popular para nos referimos ao mau cheiro nas axilas.

Quando persistente e frequente, entretanto, esse mau odor ganha uma configuração diferente, pois se torna uma condição. Esta é a bromidrose.

Debaixo do braço, odor característica da bromidrose é chamado de bromidrose axilar.

No entanto, esse mau cheiro também pode acometer outras partes do corpo, como os pés e a virilha.

Nesses casos, os termos são, respectivamente, bromidrose plantar e inguinal.

Essa condição, independentemente de qual área acometida, acontece devido a decomposição do suor bem como dos restos celulares quando misturados com micro-organismos, tais quais bactérias e fungos.

Mas como esse odor surge?

É preciso compreender, primeiramente, pontos importantes sobre a produção do suor em nosso organismo para, assim, entender como esse mau cheiro surge. Vamos lá?

Nós, seres humanos, temos dois tipos de glândulas sudoríparas em nosso corpo: as écrinas e as apócrinas.

As duas são responsáveis por eliminar o suor produzido, mas, apesar disso, ambas apresentam funções e localizações diferentes.

Isso porque as écrinas estão espalhadas por toda a superfície da derme, ou seja, da pele e liberam apenas o suor.

Este, como sabemos, é uma solução salina composta por água e sais minerais e tem função de regular e manter a temperatura do nosso organismo.

As glândulas apócrinas, no entanto, se desenvolvem em determinadas partes do corpo, sendo que as axilas, partes intimas e couro cabeludo são algumas delas.

Esse tipo de glândula faz com que o suor seja excretado por meio dos folículos pilosos.

Sendo assim, além da excreção da solução salina, restos celulares e do metabolismo também são eliminados.

Quando estes entram em contato com bactérias e fungos, principalmente em ambientes quentes e úmidos, o mau cheiro surge e se instala.

Fatores que influenciam na produção do suor

A principal causa da bromidrose, quando explicamos anteriormente, é a combinação do suor com determinados micro-organismos.

Sabe-se, entretanto, que alguns fatores podem influenciar ainda mais na produção da transpiração, como:

  • Uso de roupas apertadas e/ou com tecidos grossos (sintéticos, por exemplo)
  • Efeitos colaterais de determinados medicamentos
  • O aparecimento e desenvolvimento de doenças renais e hepáticas
  • Má alimentação ou refeições ricas em alimentos termogênicos
  • Abuso de substâncias nocivas à saúde (como cigarro)
  • Consumo excessivo e frequente de bebidas alcóolicas

É preciso, por isso, se atentar a esses fatores para lidarmos melhor com a bromidrose, especialmente em épocas mais quentes, como o verão, que, naturalmente, já transpiramos mais devido às altas temperaturas.

Como tratar a bromidrose?

A bromidrose não é letal, mas tal condição afeta – e muito! – a vida de a tem já que a autoestima fica abalada e, consequentemente, pode impactar em relações pessoais e profissionais.

Além disso, com a falta de informação sobre ela, muitas pessoas proferem comentários negativos e maldosos à quem sofre com o odor desagradável.

É constante, por isso, a procura por acompanhamento médico e tratamento para a bromidrose.

Os métodos para tratar essa condição, atualmente, correspondem a:

  • Aplicação de antitranspirantes
  • Realização de procedimentos cirúrgicos
  • Utilização de pomadas antibióticas

A bromidrose, no mais, pode ser controlada pela utilização de sabonetes antissépticos, ou seja, que têm capacidade para reduzir e eliminar a proliferação de bactérias.

Qual o melhor sabonete para mau cheiro nas axilas?

Existe, atualmente, uma gama diversa e grande de opções de sabonetes para bromidrose.

Escolhemos, entretanto, três que médicos recomendam para amenizar o mau odor.

É importante ressaltar que, esse artigo, não anula a necessidade de se consultar com um médico dermatologista para começar a tratar a bromidrose.

Sabonete Barra Antisséptico Granado Fresh – Marca: Granado

Esse sabonete para bromidrose é de origem vegetal e não conta com parabenos e nem corantes.

A principal indicação desse produto é a limpeza e assepsia tanto da pele quanto do couro cabeludo, assim, ele pode controlar o aparecimento de acnes e da caspa.

O sabonete antisséptico fresh da Granado garante a eliminação de bactérias causadores de doenças e infecções de pele. Essa redução, segundo a marca, chega a 99%.

Esse feito, provavelmente, por conta de sua fórmula enriquecida com óxido de zinco e lanolina.

Tais elementos proporcionam, respectivamente, uma ação secativa e hidratação da pele.

Sabonete Antisséptico em Barra – Soapex

O sabonete antisséptico em barra da marca Soapex é uma ótima indicação para a reduzir e eliminar o odor desagradável para qualquer pessoa. Então, crianças e adultos podem utilizá-lo.

Esse sabonete para bromidrose garante a diminuição da oleosidade bem como a limpeza e a proteção da pele.

Além disso, promete diminuir as bactérias por meio da composição enriquecida com o triclosano (agente antibacteriano)

Esse produto é um sabonete para mau cheiro nas axilas, mas, além disso, é um sabonete para tirar mau cheiro do corpo já que usa-se durante os banhos.

Soapelle Sabonete Barra Antisséptico – Darrow Laboratório

O Soapelle sabonete barra é antisséptico que, assim, elimina fungos e bactérias bem como os maus odores.

Esse feito acontece devido à composição tricolosano 1% + triclorocarbana.

Além desses elementos, a fórmula conta com o extrato de murumuru e complexos de ativos hidratantes (extrato de aloe vera + PCA de sódio).

Ambos garantem, respectivamente, o reforço da barreira cutânea e a limpeza profunda sem gerar ressecamento da pele.

E aí, gostou do nosso post?

Já usou algum sabonete para bromidrose indicado acima?

Alguma dúvida, crítica ou sugestão? Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *