fbpx

Por que não sinto meu mau cheiro?

Sabemos que a primeira impressão é um fator determinante para uma pessoa se interessar por outro em um primeiro encontro ou, até mesmo, para conseguir uma vaga de emprego.

Dessa maneira, a primeira impressão deve estar impecável e certamente ela conta com o olfato.

O olfato, por sua vez, é um dos cinco sentidos do nosso corpo.

Ele é capaz de ajudar na degustação de um alimento bem como na percepção do cheiro de um ambiente e/ou indivíduo.

Sendo assim, é por meio dele que sentimos que alguém está com um cheiro agradável ou não.

Falando nisso, o mau cheiro pode ser um empecilho social e profissional desde que seja persistente e frequente como o característico da bromidrose já que é constrangedor.

No entanto, essa situação pode ser ainda pior caso você não sente cheiro das coisas.

Pensando nesse assunto, hoje, decidimos escrever um pouco mais sobre o fato de não sentir cheiro de nada e nem de ninguém, a possível causas e como lidar com essa situação.

Quer saber mais? Aproveita a leitura!

Mau cheiro na gravidez: causas e tratamentos

Bromidrose: o que é?

O suor é uma atividade orgânica do nosso organismo para controle da temperatura do corpo.

Sendo assim, ele é providencial durante ou após momentos de estresse e/ou na prática de exercícios físicos.

Sem essas situações, o suor excessivo é, provavelmente, sinal de hiperidrose.

A transpiração – em grande quantidade ou não – pode vir acompanhada do mau cheiro.

No entanto, quando o odor desagradável acontece habitualmente e forte a ponto de nada conseguir controla-lo, muito supostamente, o indivíduo sofre com a bromidrose.

Esta condição está longe de ser conhecida pelo nome cientifico: isso porque os maus cheiros nas axilas e nos pés são popularmente e respectivamente chamados de cecê e chulé.

Além dessas áreas, a virilha também pode ser acometida pelo mau cheiro, pois este começa da mesma forma:

Para entender sobre o assunto, é importante você saber que nós, seres humanos, temos dois tipos de glândulas sudoríparas: as écrinas e as apócrinas.

As écrinas estão espalhadas por toda a superfície da pele e eliminam o suor, solução composta por água e sais minerais.

Nesse caso, nenhum mau cheiro surge já que, de fato, a sudorese é inodora.

No entanto, as glândulas apócrinas podem ser encontradas apenas em determinadas partes do corpo, como axilas, mãos, pés e virilhas.

Assim, o suor é eliminado através dos folículos pilosos.

Dessa maneira, além da água e dos sais minerais que são substâncias compostas no suor, restos celulares e do metabolismo também são eliminados.

Até então, todo esse processo acontece de forma inodora, ou seja sem cheiro.

Porém, quando o suor eliminado junta-se com bactérias e fungos, os principais agentes causadores do mau cheiro, especialmente em locais úmidos e quentes, o odor começa.

Então, a bromidrose está longe de ser sinônimo de má higiene. Infelizmente, a desinformação faz com que as pessoas associem à sujeira.

Bromidrose: para além do cheiro

Para muito além do cheiro, quem sofre com a bromidrose ainda precisa lidar com comentários negativos e preconceituosos em relação ao odor.

Dessa maneira, é uma situação bem complicada já que mexe com a autoestima e, como consequência, com todas as relações diárias.

Esse contexto fica ainda mais difícil quando o indivíduo consegue não sentir cheiro. Mas por que isso acontece?

Cegueira nasal: o que é?

A cegueira nasal pode ser um quadro desconhecido para muita gente, por isso, vamos tentar explicar da melhor forma.

Essa falta de olfato acontece de forma natural e, normalmente, é devido à uma adaptação temporária do corpo que leva à incapacidade de sentir cheiros.

Assim, o odor desagradável característico da bromidrose pode não ser detectado para as pessoas que já lidam com ele diariamente.

No entanto, o mau cheiro é percebido por outrem que não convivem com ele todos os dias.

Não sentir cheiro: motivos pelo qual acontece

O nosso cérebro garante, diariamente, uma leva de informações sobre o nosso entorno por meio dos nossos sentidos.

Porém, caso não exista uma maneira de filtrar todos esses dados, o cérebro pode ficar superestimulado e aumentar as adaptações naturais, como o mau cheiro.

Esse quadro acaba sendo bem perigoso, pois determinados aromas não conseguem ser sentidos e, consequentemente, podem ser importantes para situações em perigo.

Por exemplo, o gás escapando.

O que fazer para diminuir a cegueira nasal?

Não há nenhuma forma de prevenir uma possível cegueira nasal já que esse quadro acontece de forma natural, como citamos anteriormente.

No entanto, existem determinadas ações que você pode adotar para evitar a questão do não sentir e cheiro e, assim, ficar mais seguro.

  • Evitar por pouco tempo o local onde você não consegue sentir cheiro das coisas. No entanto, obviamente, não podemos deixar o nosso corpo. Então, você pode aplicar um produto com cheiro diferenciado para estimular o cérebro a filtrar um aroma diverso.
  • Manter uma rotina de atividades físicas: praticar exercícios físicos, principalmente os aeróbicos, como o cardio, também pode contribuir para que você estimule o cérebro a captar outros aromas devido ao aumento dos fluxos sanguíneos do corpo
  • Esteja ciente: infelizmente, não sentir cheiro das coisas não é culpa sua. Apesar de ser frustrante, não se entristeça por isso visto que “aceitando” a situação faz com que o cérebro não concentre muita atenção e você pode reparar odores antes ignorados.
  • Continue utilizando os produtos contra a bromidrose: você pode até mudar os produtos que você utiliza contra o mau cheiro da bromidrose, mas, em hipótese alguma, deixe de aplicar antitranspirantes e ou desodorantes bem como usar sabonetes antissépticos.

Os melhores sabonetes contra mau cheiro (bromidrose) 2022!

Você já sofre com o não sentir cheiro?

Se sim, o que você faz?

Alguma dúvida, crítica ou sugestão? Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *